Superpopulações

Todos sabem que o planeta está de “língua-de-fora” e que um dos seríssimos problemas que enfrentaremos em breve (na verdade já enfrentamos, apenas será agravado) são as superpopulações.

China e Índia dão assustadoras demonstrações do que será o futuro. Ambos ultrapassaram 1 bilhão de habitantes e não há comida para todos. A Índia, mais pobre, certamente irá ou já estará sofrendo problemas dessa natureza.

Mas o que fazer para controlar essas e outras (O Brasil também é superpopuloso) explosões populacionais? Basicamente aconselho investimento pesado na educação. Dizem que só investindo em educação não se resolve os demais problemas, mas tomamos como exemplo a construção de uma casa. O que você faz primeiro? Alicerce! Pois é, a educação é o alicerce para os demais itens de necessidades da população.

A educação poderá ao menos trazer para patamares mais realistas a desenfreada reprodução do ser humano. O que mais se pode fazer para controlar a natalidade desta espécie? E se fossem superpopulações de animais, o que faríamos?

Sabe o que faremos? A África do Sul irá sacrificar nos próximos meses pelo menos metade da sua população de elefantes! Segundo nota publicada na revista Pesquisa FAPESP, o governo sul-africano enfrenta um problema com os elefantes. Segundo dados oficiais, 14.000 elefantes vivem no Parque Nacional Kruger (20.000 em todo país), onde a capacidade seria de 7.500.

Ainda segundo a reportagem, “a superpopulação dos vorazes elefantes arrasa a vegetação natural e faz faltar comida para outros animais que habitam o parque”. Vorazes elefantes? Arrasam a vegetação? Estamos falando dos elefantes ou dos seres humanos?

Será que não está faltando espaço para essa população de elefantes? Não poderiam distribuir esses animais pelo continente, ou o problema é que os elefantes são sul-africanos, e por isso podem ter problemas “culturais” em outros países?

O governo da África do Sul deveria se empenhar mais e salvá-los deste anunciado “elefanticídio”. O ministro do Meio Ambiente daquele país disse que o parque não será aberto a caçadores e que os elefantes serão mortos com tiros de rifles e que “as práticas cruéis não serão permitidas”.

Pode acreditar, mesmo porque, está chegando a páscoa e o coelhinho trará para você um delicioso ovo de chocolate.

E a explosão populacional da espécie humana, faremos como?

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional, Internacional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s