O futebol e o cambista

Na noite de ontem eu era um dos 11.364 pagantes do jogo Portuguesa e Flamengo no Canindé.

Apesar da imensa maioria de rubro-negros, o Flamengo não passou de um empate em 2 x 2 com o time da Lusa, com direito a perder um pênalti nos minutos finais do jogo. Sentimentos a parte, gostaria de destacar detalhes que passam imperceptíveis pela televisão.

O jogo foi extremamente tranqüilo, do começo ao fim no que diz respeito às torcidas. Mas, no final do jogo, as saída foram fechadas ao invés de serem abertas (não é piada de português, não). A luz da razão percebi que os policiais queriam reduzir o número de torcedores que saiam do estádio, principalmente pela imensa maioria de torcedores do Flamengo (eu diria sem medo de errar, mais de 90%).

Todos caminhavam tranquilamente e em momento algum houve empurra-empurra durante a saída. Mesmo assim a Polícia Militar usou gás de pimenta contra os torcedores. Porque será hein? Para justificar o uso teria que ter pelo menos um princípio de confusão e não aconteceu. Eu não dei um passo atrás sequer enquanto me dirigia à saída. Polícia despreparada.

Mas o foco principal deste post é o cambista. Fui comprar o ingresso no dia anterior ao jogo e fui abordado por 3 ou mais cambistas. Eles chegaram a me “perseguir”, correndo atrás de mim oferecendo o ingresso. Eu pedi para ver, perguntei se era “quente”, se eu iria conseguir entrar no Estádio. Pasmem os senhores. O Cambista me deu um cartão de visita. E mais. Ele entrega o ingresso a domicílio!

Todos os ingressos que eu vi na mão dos cambistas eram de estudantes. Apesar disso, foi-me garantido a entrada no Estádio sem a apresentação da carteirinha. O ingresso de estudante custava R$ 15,00, mas “na mão dele” era R$ 30,00.

Talvez essa possa ser a explicação de um mal que ocorre em todo o Brasil em dias que antecedem partidas de futebol. Certamente eu poderia chegar lá e se tivesse R$ 150,00 ou R$ 1.500,00 compraria facilmente ingressos de estudantes, pois não há necessidade de apresentar carteirinha. Lucraria 100% em cima de torcedores, fanáticos ou não, que apenas querem assistir a uma partida de futebol.

Enquanto isso, a Polícia Militar atira gás de pimenta nos torcedores.

Foto: Lancenet

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Esportes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s