Arquivo do mês: novembro 2009

CN antecipou nome do novo Reitor da USP.

No dia seguinte à realização do primeiro turno da eleição na Universidade de São Paulo (USP), o Cotidiano Nacional publicou um texto comentando o resultado da eleição. Para relembrar, clique aqui.

Em um determinado parágrafo, que reproduzo abaixo, dizemos que inserido no texto estava o nome do próximo Reitor.

“Já nos corredores da Reitoria da USP, acredita-se que o governador já tenha seu nome de preferência. O novo Reitor será responsável por administrar R$ 2,8 bilhões de reais, estimativa de orçamento da Universidade. A USP, junto com UNESP e Unicamp abocanha 9,57% do ICMS do Estado. O maior problema é que no caso da USP, quase 90% desse dinheiro é usado para pagamento de pessoal. Grande a Universidade já é, mas acredito que poderia ser muito maior se o valor destinado ao ensino e pesquisa fosse maior. Isso, no entanto, é impedido por conta das obrigações da Universidade com seus servidores. Realmente deve ser bastante interessante ser o administrador da maior universidade brasileira. Outro desafio do novo Reitor será ser o primeiro reitor após o mandato da primeira reitora da história da USP. Diante de todos esses desafios, o Cotidiano Nacional deseja sorte aos Reitoráveis. Aproveitamos para informar ao nosso leitor que neste texto está contido o nome daquele que acreditamos seja o escolhido pelo Governador Serra, nome que não podemos revelar por motivos óbvios, pelo menos para o editor deste blog. Se tivermos a razão, iremos revelar posteriormente à confirmação do nome pelo governador.”

Um simples palpite? Talvez, mas com certa dose de análise política de quem vivencia o dia-a-dia da maior universidade brasileira.

Abaixo, reproduzo novamente o texto em um formato que facilite a identificação do nome de João Grandino Rodas.

Já nos corredores da Reitoria da USP, acredita-se que o governador já tenha seu nome de preferência.
O novo Reitor será responsável por administrar R$ 2,8 bilhões de reais, estimativa de orçamento da Universidade.
A USP, junto com UNESP e Unicamp abocanha 9,57% do ICMS do Estado.
O maior problema é que no caso da USP, quase 90% desse dinheiro é usado para pagamento de pessoal. Grande a Universidade já é, mas acredito que poderia ser muito maior se o valor destinado ao ensino e pesquisa fosse maior. Isso, no entanto, é impedido por conta das obrigações da Universidade com seus servidores.

Realmente deve ser bastante interessante ser o administrador da maior universidade brasileira.
Outro desafio do novo Reitor será ser o primeiro reitor após o mandato da primeira reitora da história da USP.
Diante de todos esses desafios, o Cotidiano Nacional deseja sorte aos Reitoráveis.
Aproveitamos para informar ao nosso leitor que neste texto está contido o nome daquele que acreditamos seja o escolhido pelo Governador Serra, nome que não podemos revelar por motivos óbvios, pelo menos para o editor deste blog.
Se tivermos a razão, iremos revelar posteriormente à confirmação do nome pelo governador.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional

Lições para dias de Sol

Praia Grande é uma cidade no litoral paulista, distante cerca de 100 km da capital.

A estrada é boa é por ser a praia mais próxima e menos badalada do que Santos (distância similar) sempre está cheia nos chamados feriadões.

Apesar de não gostar de fazer as mesmas coisas que a maioria, aproveitei o feriado de Finados e desci até a praia.

Fiel obediente das regras e sugestões segui exatamente o que os letreiros da CET e da Concessionária que administra a rodovia que leva ao litoral e consegui fazer o trajeto sem sobressaltos. Conto isso porque fiquei sabendo que uma colega de serviço, quase no mesmo horário, desistiu de descer por causa do grande congestionamento na principal via de acesso à estrada.

Mas estou aqui para relatar o vacilo que eu dei na praia. Na segunda de manhã, pensava em passar apenas algumas horas ao Sol e acabei ficando toda a manhã. O dia estava lindo e o Sol brilhava “desesperadamente” no céu. Todo esse período eu fiquei sem proteção solar. Resultado: Comentários dos mais variados entre colegas de trabalho e faculdade. Os ombros ainda ardem um pouco. O nariz, que se fosse redondo, seria um palhaço escrito, já descascou totalmente. Erro primário, de um cara que cresceu passando as férias no litoral e que em raríssimas oportunidades teve problema com queimaduras de Sol. Devem ser “coisas da idade”.

Hoje de manhã, ao caminho do trabalho e enfrentando um trânsito um pouco acima do de costume, não tive dúvida: enquanto esperava em um semáforo um pouco mais demorado, passei protetor solar nos braços e no rosto, pois apesar de cedo (08h da manhã) o Sol já escaldava.

Eu sei que se conselho fosse bom a gente venderia, mas de todas as coisas, ouça o que digo: use filtro solar.

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional