Arquivo do dia: maio 30, 2011

F-1: onde tem circo, tem palhaços.

Juro por tudo que é mais sagrado que o Grande Prêmio de Mônaco foi o último que eu assisti pela TV, porque não sou palhaço.

E antes que os palhaços se ofendam, estou afirmando que o termo usado aqui é o mais pejorativo possível, então nada de palhaçada e dane-se o politicamente correto.

Comandado pelo palhação-mor Galvão Bueno, assistimos a uma corrida até bastante emocionante, tirando a narração e os comentários, obviamente. Até que aconteceu mais um acidente e a prova foi paralisada, faltando pouco mais de 6 voltas. Tivemos que aguentar toda aquela conversa fiada do Galvão sobre as emocionantes últimas voltas. E eis que surge a regra do jogo, que seria clara, caso o Arnaldo estivesse por ali.

E o que não poderia, trocar pneu, bico do carro e até quase de carro, foi feito. Então as emocionantes 6 últimas voltas foram para o saco, literalmente.

A Fórmula 1 há muito tempo deixou de ser interessante. E eu digo há muito tempo mesmo, porque não me encantei com Senna ou Schumacker, que dependia mais de seus carros, do que Prost e Piquet – e no caso desse último, era o próprio mecânico de seu carro – que dependiam de seus braços.

Hoje temos um tal de Lewis Hamilton, que na minha opinião só está para compor a cota de negros na F-1. É um péssimo piloto, sabe-se lá como se tornou campeão, e quando abre a boca então, só não é um perfeito imbecil porque ninguém é perfeito. E agora descobriu que por ser negro, acha que o mundo está contra ele. Que culpa eu tenho se ele é incompetente? Ele foi o responsável por quase todos os acidentes que aconteceram na corrida de ontem.

E vendo as notícias da F-1 para saber se ele havia sido desclassificado, porque só pelo acidente do Felipe Massa ele já merecia bandeira preta, descubro que ele disse que essas coisas estão acontecendo com ele “porque ele é negro”. Além de tudo, é preconceituoso e cínico.

Creio que desta vez eles passaram do limite (mais um vez) e torço para que percam audiência, dia após dia, até que fiquem menos atraente que um jogo de bocha (com todo respeito aos jogadores de bocha).

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional, Esportes