Itaoca ainda vive

A cidade de Itaoca, imortalizada na obra de Monteiro Lobato, ainda existe hoje no coração e nas mentes dos políticos “de várzea” que povoam as prefeituras, câmaras municipais e até mesmo a Assembleia Legislativa estadual.

Cidades sem nenhuma expressão tentam “parecer gente” e figurar em um cenário que mistura bairro escondidos para os mais ricos e locais pouco habitáveis para os mais pobres.

Um exemplo claro disso é a cidade de Carapicuíba, distante 21 quilômetros da Praça da Sé. É e nunca deixará de ser uma cidade dormitório, onde as pessoas apenas chegam para dormir e acordam no outro dia com destino a capital ou cidades um pouco mais desenvolvidas, como Osasco e Barueri (desenvolvimento nada do outro mundo, diga-se de passagem).

Carapicuíba, que sempre foi governada pelo partido do governador de São Paulo, resolveu na última eleição dar uma chance para o eterno perdedor da eleição, Sérgio Ribeiro, do partido da presidente Dilma. E a aposta tem dado resultado. Apesar de ainda apresentar inúmeros problemas estruturais, a cidade melhorou consideravelmente.

Mas não é isso que confere a ela o título de Itaoca do mês (olha ai uma provável nova seção do CN). R$ 600 mil (R$ 720 mil na placa da prefeitura) do dinheiro do contribuinte estão sendo gastos para construir arquibancada, muro, alambrados, reforma dos vestiários, e pasmem, sala de imprensa.

Existe, é verdade, um campeonato na cidade, visto que todos os finais de semana tem jogo no campo da Niterói, como é conhecido o “estádio” de Carapicuíba. A Liga de Futebol de Carapicuíba possui 83 times filiados, dentre eles o Bellcelona, Fumaça, Laranja Mecânica, Mary Jane (que já foi campeão de um torneio), Passa a Bola e Panela Velha.

Apesar de toda essa estrutura (sic), nada justifica o exagero nas obras do estádio. A começar pelo muro que eles construíram cercando a área, tornando o local um pouco mais inseguro do que já era, principalmente à noite. Sem falar  na restrição da movimentação de pedestres que ficou restrita. A área tem bastante movimento de carros e ônibus.

Não sei quais são as intenções das autoridades para construirem esse filhote de elefante branco. Cheguei a pensar que tivéssemos alguma expressão no futebol. Ledo engano. Mas ai, precisei entrar no espírito de Monteiro Lobato para entender quais sejam, talvez, as intenções de nossos governantes locais.

Quem sabe não podemos hospedar alguma seleção na Copa do Mundo de 2014, dando-lhes um excelente campo de treinamento (é necessário falar na qualidade do gramado) para as partidas na futura e longínqua Arena Corinthians?

Penso que para isso ocorrer, Carapicuíba precisaria nascer de novo. Isso sem falar que qualquer seleção que ficasse aqui hospedada teria que enfrentar quase 50 km até o estádio da Copa, passando por Osasco e Marginal Tietê, seguindo toda vida.

Melhor seria por os pés no chão, construir um estádio modesto e confortável, e  melhorar a educação e a saúde das pessoas.

Carapicuíba tem melhorado e pode melhorar ainda mais. Existem bons projetos, que dependem da atenção dos políticos da região, que não devem perder o foco com ideias esdruxulas como essa do campo de futebol. Ele deve ser melhorado, mas dentro da realidade e necessidade da cidade. Só as arquibancadas já melhoraram bastante. Não precisava exagerar com muros e sala de imprensa.

Prefeito, passei um pouco pela cidade, talvez apareçam ideias mais interessantes, que realmente vá de encontro com as necessidades da população.

Confira mais fotos da obra em http://cotidianonacional.tumblr.com/

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s