Os hidrômetros do governador Geraldo Alckmin

No último dia 5 de novembro o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), entregou simbolicamente as chaves de um empreendimento gerenciado pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano) para funcionários públicos do estado, num programa que visa aproximar o servidor de seu local de trabalho.

Nenhum mérito para o governador e para sua companhia de habitação, que além de não fazerem mais que sua obrigação, estão atrasados com o empreendimento em pelo menos 3 anos, ou mais.

Mas os problemas não param por ai. Hoje, 10 de dezembro, mais de um mês depois da cerimônia simbólica, nenhum morador tomou posse de sua unidade. O principal entrave à entrada dos moradores é um problema com os hidrômetros, aparelho que mede o consumo de água. Detalhes a parte, vamos para o “jogo sujo” do governo, para justificar o título deste artigo.

No discurso do governador, na presença de seus “colegas” servidores do estado e de várias outras autoridades (secretários, deputados, vereadores, prefeito, etc), foi dito bem claro que os apartamentos teriam leitura remota do consumo de água, uma inovação para prédios construídos pela CDHU, que em sua maioria tem carater social.

De fato esse empreendimento é um diferencial no “cardápio” da CDHU, que sempre constrói prédios de 4 ou 5 andares, sem elevador. Neste caso, são 4 torres de 11 andares cada uma.

Mas vamos nos ater aos fatos. O discurso do governador consta da página oficial do governo do estado e foi editado, porque lá não está mais a menção da leitura remota. Mas como não poderia deixar de ser, o serviço foi “porco”, para variar. O governador também menciona a presença de quadra poliesportiva no condomínio. Não tem quadra poliesportiva nenhuma. Ele se confundiu com uma quadra particular, dessas que alugam para grupos, que tem ao lado de um dos empreendimentos. Erro primário e amador, para um governador tão experiente.

Tudo isso acontece por um motivo simples: a nomeação política para cargos de assessores faz com que o governador fique cercado de incompetentes e faça um papelão desses. Fala o que não sabe, e quando alguém descobre a lambança e vai fazer uma “maquiagem” acaba ficando pior. É lamentável que tudo isso aconteça.

A expectativa é que os moradores que agora compõem o corpo diretivo do condomínio, que estão fazendo um trabalho excelente, resolvam da melhor maneira possível a questão da medição da água e não desistam de acionar o governo na justiça para que eles cumpram com o propagandeando.

Ano que vem é ano de eleição e vamos pagá-los na mesma moeda. É ótimo para conseguir o que precisamos.

Não fui eu que falei bobagem no dia da inauguração do condomínio.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s