Arquivo do mês: maio 2013

O céu brilha enquanto você assiste novela

sky05040626PMEngana-se o nobre leitor se pensa que o Hubble foi a única coisa a brilhar no céu noite passada.

Para os amantes da astronomia (não quero ninguém confundindo com astrologia) o céu ontem estava bastante rico, mesmo com as luzes e a poluição da grande São Paulo.

Enquanto o Hubble atravessava o céu, Júpiter despontava a noroeste e Saturno brilhava a oeste. Ambos eram visíveis a olho nu. Para os desavisados, eram apenas estrelas no céu.

Mas os planetas não eram as únicas “estrelas” desta noite. Algumas das estrelas mais brilhantes estavam para quem quisesse ver e apreciar uma noite limpa, sem luar, perfeita para a visualização de estrelas e planetas.

O cinturão de Órion, popularmente chamado de Três Marias podia ser visto bem próximo a Júpiter. A constelação de Gêmeos também estava próxima, com suas estrelas mais brilhantes que facilitam sua localização: Castor e Pólux.

A constelação de Cão Maior, que possui a estrela mais brilhante do nosso céu, depois do Sol, Sirius, que também é uma das estrelas mais próximas da Terra, também “enricava” a nossa noite.

Mais próximo do Cruzeiro do Sul, temos a constelação de Carina, que possui a segunda estrela mais brilhante do céu, Canopus. Além desta, essa constelação conta ainda com Eta Carinae, uma das estrelas mais fascinantes do Universo.

E o que dizer então da constelação de Centauro. Duas estrelas brilhantes próximas ao Cruzeiro do Sul ajudam na sua localização: são Alpha (terceira mais brilhante) e Beta Centauri. Se não bastasse essas duas, temos ainda Próxima Centauri, que é a estrela mais próxima do Sistema Solar e nesta constelação existe ainda a Nebulosa do Bumerangue, que é (ou era) o local mais frio conhecido pela ciência, com temperaturas próximas de -272°C.

E pra terminar, acompanhando Saturno temos a constelação de Virgo (Virgem), capitaneada pela estrela Spica, também listada entre as mais brilhantes do céu.

Resumindo: 2 planetas, as 3 estrelas mais brilhantes depois do Sol, o Cruzeiro do Sul, as 3 Marias, uma estrela prestes a explodir, um objeto de 11 toneladas cruzando o céu a mais de 27.000km/h. Se depois disso tudo você ainda preferir uma flor do caribe ou quiser salvar o Jorge, achando que ele é sangue bom, lamento muito pela sua falta de perspectiva.

Nota do Editor: Saiba mais sobre Eta Carinae: http://www.zenite.nu/15/0915.php

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência

A passagem do Hubble

ImagemEram 18h12 quando eu desci para jogar o lixo e observar de onde eu poderia vigiar o céu a espera de conseguir assistir a passagem do telescópio espacial Hubble pelos céus de São Paulo. O maior entrave seria o número excessivo de lâmpadas que prejudicam e muito a visualização do céu.

A previsão de passagem era das 18h22 até as 18h33, sendo que o melhor momento seria as 18h27. Eu até vi uma mapa com a trajetória do telescópio, onde mostrava passando pela cidade de São Paulo e cortando também o estado do Paraná. Eu só errei a direção, pois pensava que ele viria do litoral para o interior e por isso mesmo fiquei ficado no leste.

Mas, as 18h26 eu pude ver a passagem do telescópio sobre São Paulo. Em um determinado momento seu brilho aumentou e muito, sendo com certeza um dos objetos mais luminosos do céu. A passagem pelo ponto onde eu estava durou pouco mais de 3 minutos, mas enquanto observava o céu, também observava o ambiente ao meu redor.

Crianças brincavam no playground, algumas pessoas chegavam e saiam do prédio, outras pararam para conversar com o porteiro e alguns jovens conversavam próximo à quadra esportiva. 555 km acima de nossas cabeças, um objeto pesando 11 toneladas cortou o céu do Jardim D´Abril a uma velocidade de quase 27.500 km/h.

Para a grande maioria isso não significa nada e muitos jamais saberão o que aconteceu neste início de noite, mas para aqueles que se dedicam, de uma forma ou de outra, à ciência, certamente foi um espetáculo a parte e tenho certeza de que todos que puderam assistir a passagem do telescópio espacial ficaram bastante emocionados, pois o Hubble tem sido nossos olhos e tem nos mostrado imagens maravilhosas do espaço.

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

O que vocês fizeram enquanto eu estava fora?

Quando você deixa de escrever em um blog, você não necessariamente para de se informar, você apenas perde o interesse em discutir as questões que estão dominando o cotidiano nacional.

Mas eu estive dando uma olhada nas notícias que abalaram o mundo recentemente e gostaria de dar os meus pitacos, ao estilo “Curtas e Grossas”.

– A Coreia do Norte ficou rugindo durante uma semana e não fez nada. Não que eu quisesse uma amostra nuclear do norte coreanos, mas tem horas que dá vontade de saber se eles podem mesmo alguma coisa ou é só papo furado. Penso que o King Kong Jong queria comprar mais alguns produtos da marca da maça americana.

– Daniela Mercury com certeza estava precisando vender mais discos. Todo mundo tem que ganhar a vida de alguma maneira e também se promover, se esta é a sua atividade. Se depender de mim, morre de fome.

– Eu também começo a pensar que São Paulo precisa dar um tempo com o PSDB, o único problema é o PT arrumar algum nome descente. Mas ai também já é querer demais.

– E foi dada a largada para a eleição presidencial de 2014. Dilma diz que não está pensando nisso, mas não para de fazer campanha e atacar o seu mais provável opositor, o governador Eduardo Campos (PSB) que diga-se de passagem foi um dos dois governadores mais bem votados nas últimas eleições. Salvo engano, seus votos passaram de 80%. A gente só espera mesmo, para ser sincero, que o José Serra tenha decidido desistir que querer ser presidente. Vá presidir o Palmeiras.

– E a política está mesmo difícil de discutir. A questão da comissão de Direitos Humanos é a que está mais em evidência nos “tablóides” brasileiros. Sempre achei que alguns religiosos são um lixo. Continuo achando e alguns que se dizem evangélicos são os piores. Gente podre.

– Ainda falando de religião, a eleição de um papa argentino também foi motivo de debates e piadas por causa da rivalidade do Brasil com a Argentina. Que os hermanos me perdoem, mas querer comparar Brasil com Argentina é o mesmo que por em uma pista de corrida, uma Ferrari contra um Fusca (com todo respeito ao fusca). Não dá para comparar pesos diferentes. Mas voltando a falar do papa, gostei do nome e do motivo por qual ele o escolheu. Gostei de algumas primeiras atitudes, como pagar conta do hotel, pedir pros argentinos doarem o dinheiro ao invés de viajar pra Roma (essa foi a melhor), mas espero sinceramente que o primeiro papa jesuíta possa fazer algo de concreto por tantos que sofrem e passam fome ao redor do mundo, enquanto em 0,44 km2, impera a riqueza que não faz o menor sentido para os dogmas verdadeiros de uma igreja.

– Pensei em dizer algo sobre o mensalão, mas tem pouco o que se dizer. Não acredito que as penas impostas sejam aplicadas e o manda-chuvas do esquema continuam fazendo papel de mocinhos e salvadores da pátria e até acham que podem voltar ao poder, de um jeito ou de outro. Como é o povo que vota, e a grande maioria é analfabeta intelectualmente, temos o governo que merecemos.

– Os atentados em Boston mostram que o EUA viajam na maionese, na maioria das vezes. Lembro que nos atentados de 11 de setembro, eles acharam que estavam sendo invadidos e caças ficaram patrulhando a costa enquanto os aviões se chocavam a prédios em Nova Iorque. Quando se deram conta, conseguiram ao menos abater um dos aviões que provavelmente iria pousar nos jardins da Casa Branca. Agora, com as bombas de Boston, eles proibiram a venda de panelas de pressão. Jenialidade a toda prova. (Escrevi com jota mesmo, viu Rodrigo Thedim, mas é para chamar a atenção, ou como forma de sarcasmo)

Com certeza teria muito mais assuntos a abordar, mas para não desanimar, penso que por hoje está de bom tamanho. E pelo que eu ganho escrevendo isso, já falei demais.

Deixe um comentário

Arquivado em Série Apanhado Geral da Situação