Arquivo do mês: agosto 2013

Eleições na USP

Começa hoje no Cotidiano Nacional a especulação análise sobre as eleições na Universidade de São Paulo (USP), que acontecem em outubro.

Desta vez não estaremos tão presente nas eleições como na anterior que alçaram ao cargo de Reitor o professor João Grandino Rodas, resultado que foi antecipado por nós com muita propriedade, e modéstia (Confira clicando aqui e aqui).

Mesmo assim, temos 4 nomes que iremos divulgar agora por ordem de força, segundo nossos critérios.

Hélio Nogueira da Cruz: o atual vice-reitor e vice-reitor na gestão de Adolpho José Melfi deverá tentar mais um vez o cargo principal da USP. Na primeira, bateu na trave e foi surpreendido pela então Pró-Reitora Suely Vilela, sendo o segundo na lista tríplice que foi encaminhada ao governador Geraldo Alckmin. Como o governador estava viajando na época, os teóricos da conspiração quiseram vender a ideia de que Alckmin tinha algumas dúvidas sobre a nomeação de Vilela, mas não passava de uma tentativa de desestabilizar o processo. O governador não seria louco, pra não dizer burro, de perder a chance de nomear a primeira mulher reitora da USP. Dito e feito.

Marco Antonio Zago: o atual Pró-Reitor de Pesquisa e ex-presidente do CNPq aparece em segundo na nossa lista exatamente por ter um cargo importante na atual administração. Mas Zago depende mais da costura de um acordo entre os notáveis do que propriamente da sua atuação na pesquisa. Mesmo assim, não deixa de ser um nome forte para suceder Rodas.

Giovanni Guido Cerri: Diretor da Faculdade de Medicina da USP foi Secretário de Estado da Saúde até o último dia 14, quando entregou seu pedido de demissão alegando que voltaria a se dedicar às atividades acadêmicas. Para um bom entendedor, um pingo é letra (ou não). Com a saída da Secretaria, Cerri ganha do Cotidiano Nacional o posto de candidatíssimo ao cargo de Reitor da USP.

José Roberto Cardoso: Atual Diretor de uma das mais importantes unidades universitárias da USP, a Escola Politécnica, por onde passaram Paulo Maluf, Mário Covas e Henrique Meirelles, também figura em nossa lista de Reitoráveis. Sua maior força é exatamente ser Diretor da Poli. Até hoje, nós do Cotidiano Nacional não tínhamos ouvido falar do Professor Cardoso, mas isso é mais culpa nossa do que dele.

Pretendemos acompanhar até o fim o processo eleitoral uspiano, um dos mais curiosos sistemas existentes na atualidade, ficando atrás apenas da escolha do presidente estadunidense.

Tentaremos a partir de setembro colher entrevistas dos candidatos aqui anunciados e de outros que vierem surgir, buscando suas plataformas e como esperam receber o canteiro de obras campus da USP para o próximo período de 4 anos. Abordaremos questões como: uma carreira decente para docentes e funcionários, profissionalismo na administração pública e na utilização dos recursos financeiros, modernização do campus, iniciada na gestão Rodas, mudança no sistema eleitoral entre outros.

Estaremos atentos também a possíveis candidaturas que eventualmente sejam lançadas. Lembro-me que na eleição anterior o professor Glaucius Oliva chegou a mandar e-mail para a comunidade fazendo campanha. Parece que deu certo pois ele era o primeiro nome da lista tríplice encaminhada para o então governador José Serra, que escolheu o segundo. Nos corredores da Reitoria diziam que um suposto “mão de pântano” apoio da então reitora Suely Vilela teria prejudicado o professor Oliva.

Essas e outras história fazem parte do período em que eu atuava naquela que eu chamei de “Tropa de Elite” do DRH da Reitoria. 

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

A volta dos que não foram

Não há blog no mundo que resista a um governo petista medíocre, sem identidade, e uma oposição tucana sem sal como estes que atualmente governam o país.

A presidente Dilma decepciona só de ameaçar abrir a boca e os tucanos carecem de um nome de respeito para confrontá-la em 2014, porque vocês não querem que eu aceite sem reclamar Aécio, Geraldo e Serra, não é mesmo?

E por conta de todo esse desgaste político é que nós deixamos de nos importar com o Cotidiano Nacional. No entanto, com os inúmeros pedidos de dois fiéis leitores, resolvemos voltar à baila e tratar de alguns assuntos.

Como é de conhecimento da maioria de nossos leitores, não costumamos abordar questões que tomam conta do noticiário. Temos nossas próprias prioridades.

Nessa nova fase tentaremos voltar com as Viagens pelos Estados, criaremos as Viagens pelos Estados Americanos e a Viagem a Portugal, divulgaremos nosso Plano para o Brasil, abordaremos as questões dos parques nacionais brasileiros, as eleições na Universidade de São Paulo, os gastos com a Defesa e a situação das Forças Armadas, a cobrança de impostos nos países desenvolvidos, o desenvolvimento e sustento dos municípios brasileiros, conservação e manutenção das estradas brasileiras, o projeto ferroviário brasileiro, as pesquisas oceanográficas utilizando recursos públicos e a participação brasileira nos desígnios da humanidade.

Não percam.

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional