Arquivo do mês: março 2016

A reestruturação do Cotidiano

Não é de hoje que eu ensaio uma reestruturação ou simplesmente a volta do Cotidiano Nacional como era “nos bons tempos de outrora”.

Curioso que não é só o blog que precisa reestruturar. Meu cotidiano também tem passado por isso no último ano.

Queremos voltar com as análises precisas, polêmicas e acima de tudo, modestas, de nossa linha editorial. Mas também queremos tornar o blog mais humano.

Além de acompanharem nosso editor através do Instagram, o Cotidiano Nacional também fará um seção dedicada à sugestões de leitura e outra com relatos de viagens.

Com a vida movimentada em nosso país, não faltam temas para o blog, o que falta mesmo é ” vontade política”. Mas pretendemos usar a máxima: mente vazia, oficina do diabo.

Nosso objetivo é justamente ocupar a mente com análises diárias de nosso Cotidiano, bem como preparar uma grande festa de aniversário de nosso blog.

Esperamos sinceramente que desta vez o CN possa manter a regularidade que no passado lhe deu o pouco de visibilidade conquistada com muito trabalho e, principalmente, com textos.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

A ciclofaixa do Haddad

Não será a primeira vez que nós pensamos em voltar a escrever com mais frequência aqui no Cotidiano Nacional, mas não deixa de ser uma nova tentativa.

Depois de muito criticar sem conhecer, prática comum mesmo nas melhores famílias, fomos experimentar andar de bicicleta pela cidade de São Paulo, apesar de já ter dito que consideramos extremamente perigoso.

Então resolvemos utilizar o sistema do banco Itaú, que espalhou pelo menos uma centena de estações por toda a cidade.

Nossa estação de partida foi a localizada no terminal de ônibus do Parque Dom Pedro, região central da cidade. De lá fomos até a praça da Sé com o objetivo de chegar até a rua da Consolação. Subimos, com muito esforço, até a avenida Paulista e deixamos a bicicleta na estação da rua Luis Coelho, esquina com a rua Augusta.

O balanço que podemos fazer é que andar de bicicleta em São Paulo é muito perigoso, mas as ciclofaixas são bastante importantes. Nos sentimos muito seguro tanto na Consolação como na Paulista, e até menos em um pequeno trecho na praça da Sé.

Pode ser que alguns trechos de ciclofaixa tenham sido mal planejados ou que o prefeito Haddad esteja desesperado para cumprir a promessa de fazer 400 km de vias exclusivas para bicicletas, mas que elas realmente transformaram a cidade, isso não tem como negar.

Esperamos tornar uma prática comum as pedaladas – não fiscais – pela cidade de São Paulo.

Se você for usuário do Instagram poderá acompanhar algumas de nossas fotos clicando aqui

Resumo da aventura:
Tempo aproximado do percurso: 01 hora
Quilômetros percorridos: 04 (aprox.)

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria