Arquivo da categoria: Esportes

Não vai ter Copa!

Pelo menos não da forma como eu imaginava quando tinha 15 anos e vi o Brasil perdendo para a Argentina por 1×0 e sendo eliminado. Foi um dia triste. Mas mesmo assim sonhava em um dia ver uma Copa no Brasil e mais do que isso, poder assistir os jogos e fazer toda a festa que o futebol traz.

Mas a realidade e dura a administração pública brasileira é de envergonhar qualquer um. Estádios e cidades sem sua infraestrutura pronta para o evento, obras inacabadas e algumas que, pasmem, nem saíram do papel. Uma presidente que segue a regra de todos: fala demais e pouco faz.

A mágica da Copa do Mundo está um pouco abalada, mas chegou o dia. O sangue quente brasileiro, o desejo de ver um país melhor, a emoção ver tremular a bandeira brasileira e ouvir o nosso hino. Sim, esses valores devem ainda ser cultivados em nossas crianças para que eles também sonhem com um país melhor.

Não vou desejar sorte aos jogadores porque aprendi que a definição de sorte é: “preparo mais oportunidade”. Espero que eles estejam preparados porque a oportunidade chegou.

Vamos Brasil, rumo ao Hexa, rumo à diminuição da desigualdade social, à melhor distribuição de renda, ao fim da violência desenfreada nos grandes centros, ao desenvolvimento real de infraestrutura no país inteiro, em especial no Norte e Nordeste, sempre esquecido em favor dos “estados do sul”. Vamos rumo a uma melhor educação, que trás como consequência uma melhor saúde. O Brasil pode fazer um futuro diferente para seus cidadãos.

Boa Copa a todos!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional, Esportes

Prêmio de consolação para o Neymar

Eu não sei porque foi criada uma situação para que o Neymar fosse poupado das derrotas do time do Santos. Um time mediano, de médio para baixo, eu diria, e que ganhou a Libertadores assim como o Santo André já ganhou uma Copa do Brasil. São coisas que acontecem quando o time não convence em campo.

E para não deixar nenhum santista bicudo, vamos citar rapidamente que o time do Santos levou uma goleada acachapante do Barcelona, e mais do que nunca mostrou que não convenceu ninguém.

Agora o estranho mesmo é ficar forçando a barra, passando a mão na cabeça do Neymar. Porque isso? Vamos discutir então o prêmio que ele ganhou, por fazer o gol mais bonito do ano, ou seja lá qual for o nome desse arranjo.

Passaram o ano inteiro falando sobre esse gol que ele fez. O gol foi bonito mesmo, driblou uns seis jogadores e jogou a bola para o fundo das redes. Mas como diria o sábio Carlos Alberto Parreira, o “gol é apenas um detalhe”.

Imagine você o Neymar contando o seu feito. Se vangloria, mostra o prêmio, fala que driblou 6, marcou um golaço, etc, etc. Mas e ai Neymar, quanto foi o jogo? Ah, nós até estávamos ganhando de 3×0 ainda no primeiro tempo, mas tomamos um cacete e o jogo terminou 5×4 para eles.

O que o Neymar ganhou foi um mero prêmio de consolação.

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional, Esportes

F-1: onde tem circo, tem palhaços.

Juro por tudo que é mais sagrado que o Grande Prêmio de Mônaco foi o último que eu assisti pela TV, porque não sou palhaço.

E antes que os palhaços se ofendam, estou afirmando que o termo usado aqui é o mais pejorativo possível, então nada de palhaçada e dane-se o politicamente correto.

Comandado pelo palhação-mor Galvão Bueno, assistimos a uma corrida até bastante emocionante, tirando a narração e os comentários, obviamente. Até que aconteceu mais um acidente e a prova foi paralisada, faltando pouco mais de 6 voltas. Tivemos que aguentar toda aquela conversa fiada do Galvão sobre as emocionantes últimas voltas. E eis que surge a regra do jogo, que seria clara, caso o Arnaldo estivesse por ali.

E o que não poderia, trocar pneu, bico do carro e até quase de carro, foi feito. Então as emocionantes 6 últimas voltas foram para o saco, literalmente.

A Fórmula 1 há muito tempo deixou de ser interessante. E eu digo há muito tempo mesmo, porque não me encantei com Senna ou Schumacker, que dependia mais de seus carros, do que Prost e Piquet – e no caso desse último, era o próprio mecânico de seu carro – que dependiam de seus braços.

Hoje temos um tal de Lewis Hamilton, que na minha opinião só está para compor a cota de negros na F-1. É um péssimo piloto, sabe-se lá como se tornou campeão, e quando abre a boca então, só não é um perfeito imbecil porque ninguém é perfeito. E agora descobriu que por ser negro, acha que o mundo está contra ele. Que culpa eu tenho se ele é incompetente? Ele foi o responsável por quase todos os acidentes que aconteceram na corrida de ontem.

E vendo as notícias da F-1 para saber se ele havia sido desclassificado, porque só pelo acidente do Felipe Massa ele já merecia bandeira preta, descubro que ele disse que essas coisas estão acontecendo com ele “porque ele é negro”. Além de tudo, é preconceituoso e cínico.

Creio que desta vez eles passaram do limite (mais um vez) e torço para que percam audiência, dia após dia, até que fiquem menos atraente que um jogo de bocha (com todo respeito aos jogadores de bocha).

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional, Esportes

Flamengo conquista sexto título brasileiro

Com uma vitória por 2 x 1 contra o Grêmio, o Flamengo conquistou pela sexta vez o Campeonato Brasileiro (1980, 1982, 1983, 1987, 1992 e 2009).

Foto: Agência Lance

Diferentemente do que ficaram reclamando Inter e São Paulo, o Grêmio não entregou o jogo e valorizou ainda mais a conquista rubro negra. Não dá mesmo para contestar, fomos o melhor time do campeonato, dirigido pelo brilhante Andrade.

É óbvio que a realidade do Flamengo é outra, por conta das inúmeras administrações desastrosas, mas certamente Márcio Braga é um iluminado e fez o melhor pelo Flamengo. Acredito que os demais devam seguir o mesmo caminho.

O campeonato foi um dos melhores dos últimos anos e dessa vez realmente teve emoção, não foi aquele marasmo e mesmice dos anos anteriores, que quase põe um fim aos pontos corridos.

Mas esse campeonato não foi só festa e quero fazer algumas considerações.

Coritiba: por tudo que sua torcida fez em campo ontem, deveriam ser rebaixados para a 3ª divisão. Não tem essa de que o time não tem responsabilidade. É responsável sim. Nossa torcida é que ele fique na Segundona por um bom tempo!

Sport: Juntamente com o Náutico, foram os dois grandes vexames da competição. Acredito que o Sport agora está no seu devido lugar e quem sabe até tenha chance de conseguir ser bicampeão da Segundona. Para quem não se lembra, o Sport foi campeão da Segundona em 1987.

Fluminense e Botafogo: Os times sofreram muito esse ano, como também já sofremos em anos anteriores, e merecem realmente continuar na elite do futebol e deixar o refugo para Sport´s e Santo André´s.

São Paulo: Como não deveria deixar de ser, os são paulinos não vão sair do campeonato de mãos abanando. O time sai como o mais antipático da competição, somando-se ainda com os times da 2ª e 3ª divisões. Apesar dos três títulos seguidos, não consegue “mover multidões”. Fala sério!

Vasco: Parabéns ao time por vencer a 2ª divisão, campeonato que disputou contra ninguém e não fez mais do que a obrigação. Agora que nenhum grande time caiu e a Segundona está “justa”, quem sabe teremos um pouco mais de emoção.

Por fim, para aqueles que ainda questionam o título do Flamengo em 1987, basta dizer que equivaleria a dizer que o Flamengo terá que disputar com o Vasco para saber quem é o Campeão de 2009.

Nota da Redação: Este post será encaminhado ao advogado do Sport que disse que vai processar quem publicar que o Flamengo é Hexacampeão.

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional, Esportes

Desfecho na Fórmula 1

Creio que todos os amantes da F-1 acompanharam com interesse o desfecho das tramóias de Flávio Briatore e sua turma em relação ao GP de Cingapura em 2008 quando Nelsinho Piquet bateu seu carro de propósito para beneficiar o companheiro, Fernando Alonso.

Não vou repetir o óbvio aqui, mas sem sombra de dúvidas tenho uma lista de sentimentos a compartilhar com o caro leitor.

Cresci vendo Nelson Piquet correndo. Ele era grosseiro, antipático, etc. Pode ser que sim, mas não o conheci pessoalmente para confirmar isso. Mas ele era acima de tudo competente no que escolheu para fazer. Não era só piloto, mas era também mecânico de seu carro, sabendo exatamente o que deveria ser feito aqui ou acolá. Resultado: três vezes campeão mundial.

Então acho que não preciso dizer o quanto fiquei decepcionado com o Nelsinho, pois sempre o defendi aqui e inclusive acredito que ele tenha sim talento. Agora vamos ver o que ele consegue em relação à carreira de piloto. Não serei eu a crucificá-lo para todo o sempre.

Por conta disso, também não preciso falar da minha antipatia pelo Flavio Briatore. Gostei da punição, acho banimento uma pena muito forte, mas que mostra um desejo de alguns em limpar toda a sujeira. É óbvio que estão longe de dar um brilho na F-1. Ainda deve ter muito lixo. Mas ainda assim fico comovido com a pessoa Briatore. Não deve ser fácil passar porque ele passou, apesar de sua culpa.

Não há muito mais o que dizer. Querer uma Fórmula 1 limpa com a quantidade de dinheiro que rola é simplesmente ser muito ingênuo, ou no máximo um sonhador.

E o Rubinho? Agora vai?

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional, Esportes

Liberdade para Nelsinho Piquet

Alguns diriam que Nelsinho Piquet perdeu o emprego. eu digo que ele se libertou de uma escuderia recheada de incompetentes, exceção feita, obviamente, aos pilotos.

Flávio Briatore não é só incompetente, mas é também canalha e não merecia mesmo ter pilotos dos naipes de Piquet e Alonso.

Torço para a continuidade da punição da Renault para a próxima corrida e certamente torço para que Alonso também arrume um lugar decente para trabalhar.

Nelsão Piquet deverá comprar a BMW para o ano que vem e então, não por ser filho, mas por ter talento, Nelsinho poderá fazer um papel melhor, com um carro competitivo. Para que não se lembra ou não tem conhecimento, Nelson Piquet foi um excelente piloto (três vezes campeão mundial) além de ser um excelente mecânico.

Boa sorte, Piquet!

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional, Esportes

O acidente do Felipe Massa

Não dava para pensar em outra coisa quando um carro de F-1 bate e o piloto não sai do carro. Apenas uma coisa vinha na minha cabeça àquela hora: Airton Senna.

Tamas Kovaos / EFE / AE

Tamas Kovacs / EFE / AE

O acidente do Felipe Massa parecia não ter sido nada demais, mas inicialmente era sim, inexplicável, o que por si deveria fazer com que o Galvão Bueno calasse a boca e não ficasse especulando as coisas como ele ficou. Ainda bem que ele não trabalha sozinho e a televisão rapidamente conseguiu achar aquela peça voando de encontro ao capacete do piloto da Ferrari.

Depois que você vê uma vez, fica fácil enxergá-la, mas a primeira pessoa que viu tem realmente “olhos de águia”.

Arte Final: Patrícia Haddad

Arte Final: Patrícia Haddad

Do dia do acidente até hoje inúmeras notícias foram veiculadas, desde ao risco de morte do piloto, passando pelo fim da carreira por possível lesão ocular, chegando a melhorar considerável e por último uma provável alta no domingo e viagem ao Brasil.

Certamente Felipe Massa ficará muito contente com o carinho dos fãs, brasileiros e também estrangeiros que fazem plantão na porta do Hospital Militar de Budapeste, na Hungria.

Mas tem o cômico do acidente, se não fosse trágico, obviamente. A peça tinha que sair do carro do Rubinho Barrichello. Não poderia ser de nenhum outro piloto. Para quem acha exagero esse parágrafo, já tem até piada a respeito: “o Barrichello quis pregar uma peça no Massa.”

O que o Cotidiano Nacional não quer deixar passar despercebido com essa observação e a falta de punição para a Brawn GP por causa dessa peça. Peças não podem sair “pulando” dos carros assim como aconteceu na última corrida. Nem peças e nem pneus.

A Renault foi punida e a Brawn GP também deveria ser.

Por fim, fica aqui a nossa frustração, pois tínhamos a expectativa de que a Ferrari iria “resgatar” Nelsinho Piquet daquela equipe porcaria do Flávio Briatore. Para o lugar de Massa ninguém mais ninguém menos que Michael Schumacher. É capaz de ele ainda ganhar corridas.

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional, Esportes, Internacional