Arquivo da categoria: Leituras do Cotidiano

A Guerra Contra os Fracos

Nossa sugestão de leitura dessa semana conta uma história interessante dos Estados Unidos.

Muito antes de Hitler fazer o que fez, os americanos que tanto o combateram tinham ideias muito parecidas, no inicío do século XX.

A guerra contra os fracos, de Edwin Black, o mesmo autor de IBM e o Holocausto, fala da campanha norte-americana para criar uma raça superior. O nome disso: eugenia.

Pensadores influentes, cientistas reconhecidos e corporações poderosas como a Fundação Rockefeller e o Carnegie Instituto  patrocinaram a ideia de criar uma raça pretensamente superior, através da procriação seletiva.

Pelo menos 60 mil norte americanos – negros, brancos pobres, mexicanos, judeus, índios, epiléticos, alcoólatras e doentes mentais- foram internados, esterelizados ou mortos.

A teoria racial da Alemanha nazista, quem diria, nasceu nos Estados Unidos em 1904. Em 1927 a eugenia foi sancionada pela Suprema Corte.

A guerra contra os fracos, da editora A Girafa, tem 701 páginas e “revela uma realidade aterrorizante e presta um inestimável serviço a ética, ao mesmo tempo em que alerta para os perigos de a engenharia genética reviver esses nefastos ideias.” (2003)

Deixe um comentário

Arquivado em Leituras do Cotidiano

O Homem que Não Queria Ser Papa

Nossa sugestão de leitura dessa semana, que deveria ser publicado ontem motivo pelo qual pedimos desculpas aos nossos leitores, é o livro do jornalista e escritor alemão Andreas Englisch, que foi correspondente no Vaticano.

O homem que não queria ser papa narra como foi o pontificado de Bento XVI, seu início complicado e a dura tarefa de varrer as sujeiras da igreja.

O cardeal Ratzinger saiu da sua escrivaninha solitária de teólogo para assumir o mais alto posto da Igreja Católica.

No momento em que escrevo esse post, encontro-me na página 50 (são 552). Mesmo não tendo lido o livro todo, quero indicá-lo, porque acredito que todas as histórias que dizem respeito aos mistérios do Vaticano são por demais interessantes.

Nota do Editor: o livro apresenta erros de português grotescos, bem como de grafias de nome, que deveriam estar isentos pelo valor que ele custou.

Deixe um comentário

Arquivado em Leituras do Cotidiano

A História do Brasil

Nossa dica de leitura dessa semana são os livros de Laurentino Gomes que contam uma história do Brasil que você jamais vai encontrar nas salas de aula.

E depois de uma passada por eles – são três, 1808, 1822 e 1889 – você vai conseguir muitas das coisas que hoje dizemos que são culturais.

Mas é preciso começar e a primeira parte é 1808 contando a vinda ou a fuga da família real portuguesa para o Brasil.

Como diz a orelha do livro, “a fuga da família real para o Rio de Janeiro ocorreu num dos momentos mais apaixonantes e revolucionários do Brasil, de Portugal e do mundo. Guerras napoleônicas, revoluções republicanas e escravidão formaram o caldo no qual se deu a mudança da corte portuguesa e sua instalação no Brasil.”

Aventure-se e conheça mais sobre a formação do Brasil, você certamente se surpreendera.

Deixe um comentário

Arquivado em Leituras do Cotidiano

Livro digital x livro impresso

Quando eu ainda tinha facebook, há muito tempo, cheguei a ver uma campanha contra o leitor digital de livros.

A campanha pregava que jamais irão trocar o livro impresso pelo digital. Mas creio que é uma campanha desnecessária.

Eu tenho um leitor digital, o segundo pois o primeiro foi furtado, e continuo comprando livros impressos, como o leitor pode ver no post “Acervo Pessoal”.

Creio que ambos são importantes e devem receber investimentos. E nas viagens, ou você leva suas centenas de livro digitais ou leva um livro em especial para não ficar sem essa importante atividade, que é a leitura.

Portanto, o importante é nunca abandonarmos a leitura, sejam os livros impressos ou digitais.

Deixe um comentário

Arquivado em Leituras do Cotidiano

Leituras do Cotidiano

Criada no post anterior, a nova seção do Cotidiano Nacional dará dicas de leitura, esperando que o leitor possa aproveitar desse mundo fascinante.

Conforme for organizando o acervo, as dicas virão, sempre as sextas-feiras. A ideia é que o leitor ja comece a leitura no sábado. Uma dica importante para que isso dê certo: desligue o televisor (nossa, quem ainda fala televisor?)

A nossa biblioteca também acaba de ser batizada com um novo nome: Biblioteca Elcio Antonio de Carvalho “Zequinha”. Antes tinha o sugestivo nome de Biblioteca Schwarzenegger.

Nosso acervo não é tão farto como do falecido José Mindlin que doou uma quantidade absurda de livros pra USP, mas se foi antes de ver sua biblioteca, hoje ja funcional. Nós, do Cotidiano Nacional ainda não tivemos a oportunidade de visitá-la, mas fica como compromisso para esse ano.

A Biblioteca Elcio Antonio de Carvalho “Zequinha” também será incorporada à USP, quando eu não estiver mais por aqui.

Enquanto isso pretendo ler o maior número possível de exemplares e dividir com o leitor do CN nossas viagens literarias.

Deixe um comentário

Arquivado em Leituras do Cotidiano

Acervo Pessoal

Depois de quase três anos, restitui na data de hoje o meu acervo pessoal. Eles estavam com minha depositária fiel e até que ficou muito. A ideia era que eu  preparasse um lugar para eles, mas eu acabei me acomodando.

Os titulos são dos mais variados e gostaria de futuramente apresentá-los aqui no Cotidiano Nacional como sugestão de leituras.

Confesso que não li a maioria deles, mas nada que uma informação da orelha do livro pra gente ter uma ideia do que se trata, isso, claro, quando o titulo ja não for sugestivo.

Aproveitando o momento, acrescentei mais dois títulos ao acervo que vão estreiar a seção “Leituras do Cotidiano”

Os livros referem-se ao papado de Bento XVI e as possiveis razões ou motivos para sua renúncia, focando os mistérios e segredos que envolvem os muros do Vaticano.

“O Homem que não queria ser Papa” de Andreas Englisch e “Mistérios Sombrios do Vaticano” de H. Paul Jeffers são as nossas sugestões de leitura dessa semana.

Deixe um comentário

Arquivado em Leituras do Cotidiano