Arquivo da categoria: Série Apanhado Geral da Situação

Pitacos sobre tudo e sobre nada

Quando me propus a fazer esse blog tinha bem certo as coisas que gostaria de comentar ou os assuntos que iria abordar, isso sem falar das colunas que planejo, algumas desde o começo e que até hoje nunca saíram do papel. Preciso esclarecer, no entanto, que algumas mudanças na minha vida fizeram com que eu tivesse mais ou menos tempo. Bastou uma breve organização para que eu encontrasse mais tempo para me dedicar (isso não é uma promessa).

Dito isto, eis que eu encontro o país em um panorama desolador, dado os inúmeros acontecimentos, alguns dos quais passo a comentar:

– Confesso que fiquei comovido de ver os condenados do mensalão se entregando. Isso mostra que eles acreditam na justiça desse país. Interessante foi o nenhum comentário feito pela Presidente Dilma em seu twitter (agora ela não sai mais do microblog) sobre o episódio. Penso que está de bom tamanho o que vem acontecendo. Não dá pra esperar muita coisa em um país como o nosso;

– Está chegando a Copa do Mundo de Futebol e as coisas vem acontecendo. Estádios novos, investimentos em infraestrutura, venda antecipada de ingressos, alta no preço das passagens (alguns vão reclamar, mas essa é a mais básica regra de mercado). Creio que o legado da Copa será bom. Só acho que temos condições de ter melhores condições em todas as áreas, mesmo que não tivéssemos esse evento, e o outro (Olimpíadas);

– Os episódios de espionagem por parte dos EUA acabou ficando chato de tanto que se falou. Espionagem é pra ser feita em segredo e não ser anunciada. Nada de útil a comentar nestes episódios;

– Reta final do campeonato brasileiro e o que chama a atenção são os protestos por melhores condições de trabalho. Não tenho capacidade de dizer que jogar quarta e domingo é bom ou ruim, é possível ou não. Deixo para os interessados resolverem isso, sentando ou não no gramado. Dentro das 4 linhas, pouco tenho a comentar, já que os campeões da Serie A e da Série B são times sem expressão nacional (papo de torcedor);

– Das promessas que eu fiz aqui só consegui falar malemá das eleições na USP, que ganharam em dramaticidade, mas que não me levaram a empolgação total. Único destaque é que eu consegui falar com um dos candidatos, que eu considero forte, de que precisarei de mais recursos no ano que vem. Ele sorriu pra mim e disse: “Pode contar comigo”. Se ele ganhar, certamente irei bater na porta da Reitoria dizendo: “vim buscar o meu dinheiro”. (Pra quem não sabe, desde setembro, administro o orçamento de uma das unidades da USP);

– A derrocada de Eike Batista é manchete nas maiorias dos jornais, mas confesso que parece que eu já sabia pois tive uma péssima impressão deste senhor quando li o livro dele, o X da questão. É um livro com características marcantes de egocentrismo, e uma narração muito pobre para quem ostentava tantos recursos. Mas, no fundo, acabei sendo ludibriado porque quando especulava na bolsa de valores ganhei e perdi dinheiro com as empresas X.

– Outro assunto que gostaria de comentar foi a concorrência para a “entrega” de dois importantes aeroportos: Galeão no RJ e Confins, em MG. Os valores alcançados em especial pelo Galeão foram surpreendentes que fizeram até a Presidente Dilma comemorar e maldizer sobre os “cavaleiros do apocalipses”, mas como eu não nasci ontem e se a iniciativa privada, que raramente perde, aceitou desembolsar tamanhos valores é porque a coisa vale muito a pena. O tempo dirá.

Desculpe o nobre leitor se não comento mais nada, mas é com uma nova ideia que eu estou (não vou divulgar, porque se não for pra frente, não posso ser acusado de propaganda enganosa) talvez tenhamos mais de nossas observações muito em breve.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional, Série Apanhado Geral da Situação

O que vocês fizeram enquanto eu estava fora?

Quando você deixa de escrever em um blog, você não necessariamente para de se informar, você apenas perde o interesse em discutir as questões que estão dominando o cotidiano nacional.

Mas eu estive dando uma olhada nas notícias que abalaram o mundo recentemente e gostaria de dar os meus pitacos, ao estilo “Curtas e Grossas”.

– A Coreia do Norte ficou rugindo durante uma semana e não fez nada. Não que eu quisesse uma amostra nuclear do norte coreanos, mas tem horas que dá vontade de saber se eles podem mesmo alguma coisa ou é só papo furado. Penso que o King Kong Jong queria comprar mais alguns produtos da marca da maça americana.

– Daniela Mercury com certeza estava precisando vender mais discos. Todo mundo tem que ganhar a vida de alguma maneira e também se promover, se esta é a sua atividade. Se depender de mim, morre de fome.

– Eu também começo a pensar que São Paulo precisa dar um tempo com o PSDB, o único problema é o PT arrumar algum nome descente. Mas ai também já é querer demais.

– E foi dada a largada para a eleição presidencial de 2014. Dilma diz que não está pensando nisso, mas não para de fazer campanha e atacar o seu mais provável opositor, o governador Eduardo Campos (PSB) que diga-se de passagem foi um dos dois governadores mais bem votados nas últimas eleições. Salvo engano, seus votos passaram de 80%. A gente só espera mesmo, para ser sincero, que o José Serra tenha decidido desistir que querer ser presidente. Vá presidir o Palmeiras.

– E a política está mesmo difícil de discutir. A questão da comissão de Direitos Humanos é a que está mais em evidência nos “tablóides” brasileiros. Sempre achei que alguns religiosos são um lixo. Continuo achando e alguns que se dizem evangélicos são os piores. Gente podre.

– Ainda falando de religião, a eleição de um papa argentino também foi motivo de debates e piadas por causa da rivalidade do Brasil com a Argentina. Que os hermanos me perdoem, mas querer comparar Brasil com Argentina é o mesmo que por em uma pista de corrida, uma Ferrari contra um Fusca (com todo respeito ao fusca). Não dá para comparar pesos diferentes. Mas voltando a falar do papa, gostei do nome e do motivo por qual ele o escolheu. Gostei de algumas primeiras atitudes, como pagar conta do hotel, pedir pros argentinos doarem o dinheiro ao invés de viajar pra Roma (essa foi a melhor), mas espero sinceramente que o primeiro papa jesuíta possa fazer algo de concreto por tantos que sofrem e passam fome ao redor do mundo, enquanto em 0,44 km2, impera a riqueza que não faz o menor sentido para os dogmas verdadeiros de uma igreja.

– Pensei em dizer algo sobre o mensalão, mas tem pouco o que se dizer. Não acredito que as penas impostas sejam aplicadas e o manda-chuvas do esquema continuam fazendo papel de mocinhos e salvadores da pátria e até acham que podem voltar ao poder, de um jeito ou de outro. Como é o povo que vota, e a grande maioria é analfabeta intelectualmente, temos o governo que merecemos.

– Os atentados em Boston mostram que o EUA viajam na maionese, na maioria das vezes. Lembro que nos atentados de 11 de setembro, eles acharam que estavam sendo invadidos e caças ficaram patrulhando a costa enquanto os aviões se chocavam a prédios em Nova Iorque. Quando se deram conta, conseguiram ao menos abater um dos aviões que provavelmente iria pousar nos jardins da Casa Branca. Agora, com as bombas de Boston, eles proibiram a venda de panelas de pressão. Jenialidade a toda prova. (Escrevi com jota mesmo, viu Rodrigo Thedim, mas é para chamar a atenção, ou como forma de sarcasmo)

Com certeza teria muito mais assuntos a abordar, mas para não desanimar, penso que por hoje está de bom tamanho. E pelo que eu ganho escrevendo isso, já falei demais.

Deixe um comentário

Arquivado em Série Apanhado Geral da Situação

Os últimos rojões de 2011

Em um ano de esmorecimento na luta contra a mesmice, abraçada desde a criação do Cotidiano Nacional, vamos terminá-lo como o próprio 2011 está terminando: chuvoso!

O ano de 2011 foi marcado por mudanças em todas as áreas possíveis e imagináveis, sejam do coletivo, seja do individual, e até do Cotidiano Nacional.

O Brasil viveu momentos novos, com a primeira presidente mulher, com destaque na economia, enfrentando de frente a crise global, causada pelo fracasso do Euro e da falta de agilidade da economia americana. Em contra partida, inúmeros ainda são os problemas sociais, e imensurável a corrupção, dentro e fora do governo. Se pesar na balança, demos 1 passo a frente e uns três atrás. De forma também se avança, mas bem devagar.

E para fechar o ano falando de tudo e falando de nada, vamos resgatar o modelo da nossa série de muito sucesso no passado, a “Apanhado Geral da Situação“.

– Talvez o que tenha mais marcado o ao de 2011 foram as inúmeras manifestações, sobre os mais diversos assuntos, que começaram ou ganharam força na internet, através do microblog Twitter ou da rede social Facebook.

– E toda essa movimentação vai fazer com que eu seja mais seletivo com meus “amigos” no Facebook. Eu não quero passar o ano recebendo pedidos de adoção de cachorro, ou casos de maus tratos contra animais, nem manifestações contra Belo Monte, muito menos discutir sobre homossexualismo. E quando começar o BBB então, tenho certeza que a foice vai fazer valer no Facebook. Porque isso? Porque a timeline e minha e o facebook é meu. Eu ainda quero ter o direito de ler e ver o que eu quiser. Há muitos anos eu desliguei a TV e não vai ser difícil desligar o Facebook.

– Na política, o grande destaque foram as quedas dos ministros da Dilma. Uma coisa precisa se dizer: a presidente não permitiu que ninguém se escondesse embaixo da sua asa, e simplesmente ceifou os corruptos do governo. Nesta área, se mostrou incorruptível, mas se vendeu para bancadas que pensam ser influentes. São influentes só mesmo dentro de suas respectivas áreas de atuação, cheia de gente ignorante.

– Também é necessário destacar as doenças da Dilma, e mais recentemente de Chavez, Morales, Lula e Cristina. Segundo Chavez, os EUA são os responsáveis por essas doenças, por algo que devem ter colocado em suas águas.

– Em outros tempos eu diria que Chavez bebeu, fumou, cheirou e comeu com farinha. Mas levando-se em conta o histórico de conspirações americanas, vai saber.

– Estou um livro, de ficção é verdade, que conta como o homem realmente chegou à Lua, em um deserto americano e que JFK teria forjado seu assassinato, usando um sósia, para viver em uma ilha paradisíaca com o grande amor da sua vida: Marilyn Monroe.

– Não pensem que eu engoli a história do acidente na base de Alcântara, no Maranhão. Parece que tem dedo estadunidense nessa história e eu sou um entusiasta das teorias da conspiração.

– Destaques nos esportes e nas tragédias mundiais são irrelevantes aqui. As coisas vão continuar como sempre foram. Algumas mudanças dependem mais de atitudes isoladas do que do conjunto. Deveria ser o contrário, mas infelizmente não é.

– Não poderia terminar esse ano sem falar da ilusão que é o combate ao crime no Rio de Janeiro. Prendem um cara, invadem uma favela e no outro dia tá todo mundo falando que agora tem paz. Que pena que dá dessas pessoas.

– O retrato da mediocridade carioca é o carnaval que já começou antes mesmo de 2011 bater as botas anunciando o carnaval. É um círculo vicioso, ano após ano, e que desamina qualquer um.

– E a quem interessar possa, já é ano novo em Samoa, Kiribati (que deverá desaparecer com os efeitos do aquecimento global, que na verdade não existem) e na Austrália.

– É engraçado parar para escrever sobre o ano e perceber que retrospectiva não serve para nada. Falamos que devemos aprender com os erros do passado. Não vejo ninguém aprendendo nada, e a vezes acho que cada um precisa quebrar a sua própria cara.

Porque algo que aconteceu uma, duas vezes, não significa que irá acontecer uma terceira. E o que serve para um povo, um cultura, uma mente, não serve para todos os povos, todas as culturas e todas as mentes.

Não devemos parar os homens, que movidos por duas coisas: experimentar e descobrir.

Que venha 2012.

Veja fotos do ano novo ao redor do mundo (G1)

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional, Série Apanhado Geral da Situação

A volta ao mundo em alguns pitacos

Enquanto escrevo este post os mineiros chilenos presos na mina de cobre no Deserto de Atacama estão prestes a serem resgatados. São 32 chilenos e 1 boliviano, há mais de 2 meses presos a 700m de profundidade.

Aproveitando esse fato, vamos aproveitar para dar uns pitacos sobre as principais notícias do momento:

– E o PT tomou um tombo ao não eleger Dilma no primeiro turno. Até a Marta Ex-Suplicy (o que não significa muita coisa) disse que o PT estava arrogante. Minha sensação, ao fim da apuração, é que Serra poderia surpreender no 2° turno. A diferença é grande, porque a Dilma venceu na maioria dos Estados, mas o tucano tem bons cabos eleitorais. Vamos ver o que ele consegue até o dia 31.

– Mais de 18,12% do eleitorado brasileiro resolveu não tomar partido, um número maior que a votação da terceira colocada, Marina Silva. Somando-se aos 8,64% que votaram em branco ou anularam o voto, 34 milhões de brasileiro acharam melhor (ou viajaram) não votar. É um número bastante grande.

– O Cotidiano Nacional estará online no domingo, dia 31, a partir das 16h30 acompanhando a apuração nos Estados e a partir das 18 h os primeiros números das eleições presidenciais.

– O dia 12 de outubro no Brasil é marcado por ser o dia da padroeira do Brasil e o dia da criança. Com o salvamento dos mineiros no Chile, a data também ficará marcada por esse feito. Além disso, hoje comemora-se o 79° aniversário do Cristo Redentor. Outros fatos: fundação do Banco do Brasil (1808), três protótipos do fusca ficam prontos para testes (1936), Independência da Guiné Equatorial (1968), entre outros.

– A Hungria deu sua contribuição para piorar o meio ambiente. O vazamento de lama tóxica de uma fábrica de alumínio já matou 8 pessoas e já antingiu as águas do rio Danúbio, que corta vários países da Europa. Os prejuízos são incalculáveis. O governo húngaro anunciou que vai nacionalizar a empresa responsável pelo vazamento. Esse é segundo grande desastre em um pequeno intervalo de tempo. O primeiro foi a explosão de uma plataforma de petróleo no Golfo do México.

– Começa um novo tempo para a medicina. Um paciente que teve uma lesão medular recente será tratado com células-tronco embrionárias. O principal objetivo desse primeiro teste é saber se haverá tolerância. O receio é que essas células-tronco gerem tumores. A expectativa é que elas ajudem a regenerar a medula lesionada.

– E até o momento nada do resgate dos chilenos. No momento em que escrevo esse post, o relógio marca 20h17, e a última informação é que o resgate começará as 22hs. Boa sorte para todos.

Deixe um comentário

Arquivado em Série Apanhado Geral da Situação

Aí sim fomos surpreendidos novamente

Depois de um longo e nem tanto tenebroso inverno, ingressamos na primavera. E com ela, chegou também mais um artigo da série “Apanhado Geral da Situação“.

Para quem ainda não conhece nossa série, recomendo a leitura, explicando que é um apanhado de informação do momento, procurando informar o leitor, de forma simplificada, sobre os principais acontecimentos do Brasil e do mundo.

Então vamos nos surpreender?

– Neste exato momento em que escrevo está sendo discutida no Supremo Tribunal Federal a Lei Ficha Limpa. Essa lei poderia nos livrar de vários “malandros”, “canalhas”, “mentirosos”, “caluniadores”, “safados”, entre outros. Mas ao que parece, essa lei será para inglês ver, apesar dos atuais 5×2. Mas vamos aguardar o resultado final. Só não sei se termina hoje.

– Dando uma volta pelo mundo, vamos desembarcar na ONU. Hoje, nos EUA, o presidente do Irã “Barbudo” Ahmandinejad insinuou que os próprios americanos estariam por trás dos ataques de 11/09. Foi po suficiente para que a delegação yankee deixasse o plenário, junto com mais 30 países. Não sem antes o pronunciamento daquele imbecil do Celso Amorim dando apoio aos iranianos, como se estes ouvissem aquele, que nos representa.

– Ainda nos EUA, o estado da Virginia executou hoje a primeira mulher em quase 100 anos. Teresa Lewis, de 41 anos, recebeu uma injeção letal e foi declarada morta às 22h13 (Horário de Brasília), apenas 20 minutos do momento em que escrevo este artigo. Por mais que a gente pense que existem pessoas que deveriam mesmo receber a pena de morte, não é fácil aceitar ou imaginar a situação. Assunto polêmico, sem dúvida.

– Voltando para o Brasil, a crise da Casa Civil parece sem fim. Quando mais se investiga mais coisas erradas são encontradas. Na certa, nem o Presidente Lula e nem a candidata Dilma Roussef sabiam de nada. Óbvio. E para completar, o presidente falou que Ereniuce Guerra perdeu a chance de ser uma grande funcionária.

– São graves e preocupantes as críticas que o presidente faz contra a liberdade de imprensa. Corremos um sério risco com a eleição de Dilma. E não se engane o leitor achando que eu sou Serrista, porque com o Serra as coisas poderiam ser pior, em relação à liberdade.

– E por falar em Serra, nunca vi uma campanha tão desorientada quanto essa do PSDB. Parece que os rumores de que Serra acabou com o PSDb são mais do que verdadeiros. Ouvi inclusive que Aécio Neves irá fundar um novo partido, levando algumas lideranças do próprio PSDB, do DEM e certamente de outros partidos menos expressivos.

– Hoje ouvi ele falar em MT ou MS sobre a questão de estar preparado para emergência. Ele fez isso tão bem em São Paulo que a cidade histórica de São Luiz do Paraitinga simplesmente foi destruída depois de fortes chuvas.

– Não queria falar de futebol, mas essa semana tivemos o acontecido entre Neymar e o técnico Dorival. Lógico que o técnico dançou, mas ainda bem que o Santos (time sem nenhuma expressão) não manda nada na CBF e o Mano vetou, com propriedade, o deliquente garoto santista.

– Neste momento acontece mais um debate com os presidenciaveis. Eu confesso que já estou de saco cheio dessa eleição, exceção feita às tiradas do Plínio de Arruda Sampaio, do PSOL. Agora é só esperar os 4 anos passarem, da forma que vierem.

– O Cotidiano Nacional pretende, no ano que vem, ser bastante atuante no cenário político. O leitor não perde por esperar.

Deixe um comentário

Arquivado em Série Apanhado Geral da Situação

Curtas e Grossas Reloaded

Quando a vontade de escrever é superada por qualquer motivo, um blog corre sério risco de ficar sem atualização. Muitas das vezes alguns editores resolvem fazer um apanhado geral das notícias, porque não é fácil cobrir todos os assuntos do cotidiano mas também é simplesmente inexplicável ficar sem atualizar, já que foi criado para uma cobertura sobre o Cotidiano Nacional.

Sendo assim, está de volta a série “Apanhado Geral da Situação“, com esses curtas e grossas, confira:

– Sylvester Stallone é o assunto do dia. Ele teria feito uma piada infeliz sobre o Brasil o que causou “comoção nacional”, em especial no Twitter. Mas agora ele já pediu desculpa e assim que seu filme for lançado no Brasil, várias pessoas irão ficar na fila para assistir a pré-estreia em um shopping qualquer.

– Assunto muito mais interessante e que foi confirmado agora há pouco é o não do técnico Muricy Ramalho à seleção brasileiro. O “poderoso” Fluminense, time que tem estádio com nome de machão – Laranjeiras – não liberou Muricy da multa e portanto está condenado a dirigir o time do pó de arroz.

– Como o assunto é Fluminense, vale lembrar que  eles NUNCA foram campeões da Segunda Divisão, então fica um pouco difícil entender porque o Fluminense faz parte da elite do futebol brasileiro.

– O super-badalado Mano Menezes, que era cotado para ser o técnico, pelo menos assim fazia em suas reportagens a Rede Globo, acabou passando de pop-star a segunda opção. Desculpem os mais entusiastas, mas está na cara que isso não vai dar certo. E qual a pergunta que fica? Quem será o técnico em 2014?

– Chega de futebol. Aqueles que nunca se deram, agora resolveram se estranhar. Mais uma vez a “democrática” Venezuela rompe as relações com a Colômbia. Sinceramente eu não sei quem é pior. Se o déspota do Hugo Chavez fazendo papel de ofendido ou os “paga-pau” dos americanos (nós não ficamos muito atrás, de que fique bem claro). Só falta o presidente Lula tomar partido do Chavez.

– Só sei que a América Latina tá virando um local muito mal frequentado. Hugo Chavez na Venezuela, Rafael Correra no Equador, Evo “cocalero” Morales na Bolívia, Dilma Roussef (sic) no Brasil. Onde vamos parar? Censura?

– Por falar em Dilma Roussef, o Vox Populi acaba de divulgar pesquisa onde a petista tem 8% de vantagem sobre o tucano José Serra. Hoje mais do que nunca vemos que essas pesquisas são encomendadas, compradas e etc. Só tem um dado que me faz acreditar nessa pesquisa. Como 53% dos eleitores não tem o 1º grau completo, é bem fácil entender uma pessoa como a Dilma Roussef possa estar na liderança.

– Mudando de novo de assunto. Sabe o que mais me impressionou até agora no caso Bruno? Primeiro foi ele dar uma entrevistada dizendo que espera que a Eliza apareça logo. Depois foi na sala da delegacia dizendo que a Copa de 2014 pra ele tinha acabado. Se esse cara matou/mandou matar a menina, ele é doente. Agora, se ela “aparecer” por ai, como ele deseja, o que pensar de tudo que já aconteceu? Acho que a polícia mata essa menina de uma vez por todas.

– O mundo parece ter dois problemas sérios: Coreia do Norte e Irã. Ambos parecem muito ansiosos para ter a bomba atômica. Se a Coreia conseguir, eu não sei o que eles seriam capazes de fazer, mas se o Irã conseguir, é melhor você, nobre leitor, não estar pelas redondezas do Oriente Médio.

– Mas porque os Estados Unidos podem ter a bomba atômica. Só eles? Alias, essa questão de energia nuclear é interessante. Nesta semana passei pela usina nuclear de Angra dos Reis e por um momento revive todo o drama que havia naquela região no passado, pós Chernobyl. Parece que a energia nuclear não é a grande vilã da história, a não ser quando eles conseguem colocá-la dentro de uma bomba.

– Bombeiros das Alagoas foram presos por desviar donativos mandados do Brasil todo. Isso tudo é uma grande vergonha e a corporação deveria também se envergonhar de ter pessoas desse naipe. Por mim, pode chover no país inteiro, infelizmente não vou mandar nem um copo d´água. E sim, os prejudicados vão pagar pelos cafajestes.

– O Brasil continua sendo um dos países mais desiguais do mundo, segundo a ONU. Alguém tem alguma novidade aí para contar?

– E para terminar, uma frase que está sendo atribuída ao Marcelo Tas, do CQC, programa da Rede Bandeirantes: “O Brasil não faturou a Copa de 2010, mas certamente irá superfaturar a de 2014”. Triste, mas nada mais que a verdade.

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional, Série Apanhado Geral da Situação

Dois coelhos com um cajadada só

Os leitores que nos acompanham desde o início sabem que quando ficamos muito tempo sem publicar, utilizamos a série “Apanhando Geral da Situação“, um post-tópico, que dá uma passada geral nos últimos acontecimentos:

– Que me desculpem aqueles que gostam de Fórmula 1, mas não vejo nada muito diferente das corridas do ano passado: Ferrari erra a todo o momento, em todas as corridas e sempre, preferencialmente, com o Massa. Esse ano, pra piorar, ainda não viu “a cor da bola”

– Rubens Barrichello não deixa de virar piada nem quando gasta R$ 500 mil para ir ao espaço. Um twitter´s (usuário do Twitter) disse que “Se o Rubinho for pro espaço pilotando a nave, ele vai medir a velocidade em anos-lamparina.”

-Ainda sobre o Rubinho “Pé-de-chinelo”, foi patética a atuação dele, sendo incapaz de ultrapassar o Nelsinho Piquet, e ainda reclamar. Ô paspalho? Estava reclamando do que? Se tinha capacidade assim, porque não foi pra cima? Lamentável, repito, L-A-M-E-N-T-Á-V-E-L. Vergonha de ser brasileiro por causa de tipos com esse.

– Não acompanhei direito as notícias mas achei o máximo a decisão de algumas cidades do interior de São Paulo em decretar o toque de recolher para crianças e adolescentes. A questão é única e me recado vai para esses porcarias que se dizem defensores dos direitos humanos: “se não tem solução melhor, bico fechado!” Parabéns à coragem dos magistrados.

– O novo advogado do casal Nardoni acredita na inocência deles. Sim, sim, acredita mesmo é na grana que vai receber do pai do assassino, não é mesmo, meu caro “adevogado”. É por essas e outras que uma frase dita em um dos filmes da série “De volta para o futuro” nunca saiu da minha memória. Ela dizia basicamente que a justiça passou a ser mais rápida logo quando aboliram a figura do advogado.

– O futebol hoje foi bastante interessante e com jogos extremamente emocionantes: No Rio, Flamengo e Botafogo ficaram no 2 x 2 em um jogo muito bom e Maracanã de casa cheia, mais de 63.000 pessoas presentes ao “eterno maior do mundo”.

– Em Minas a tristeza do galo não tem fim. Faz tempo que o Cruzeiro é superior e hoje aplicou uma sonora goleada: 5 x 0.

– Mas o resultado mais interessante em termos de torcida foi em São Paulo. Para todos aqueles que cansaram de criticar e fazer piadas com o Ronaldo, vulgo “Ronalducho”, ou “Ronaldo Gorducho”. Ele fez 2 golaços (um pela matada, o outro pela encoberta) e despachou o Santos na Vila Belmiro: 3 x 1. Agora o Santos precisa vencer o Corinthians por 3 x 0, e pode perfeitamente acontecer, desde que eles e os demais comecem a respeitar o Ronaldo.

– Não posso deixar de relatar duas tragédias sul-americanas. Na verdade, uma se acontecesse seria um feito, nem tão tragédia assim. Primeiro a greve de fome do Evo “cocalero” Morales. Sem palavras. Depois o resultado da eleição no Equador que reelegeu o caloteiro Rafael Correa. Meus pêsames, equatorianos.

Tem muito mais por ai, mas deixemos para outro post, porque senão daqui a pouco a coisa fica esquisita para vocês, meus caros leitores.

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional, Série Apanhado Geral da Situação