Arquivo do mês: dezembro 2007

Teria sido jogo de cena?

As redes televisivas estavam entusiasmadas esta semana. O motivo foi a Conferência sobre meio ambiente que acontecia no Indonésia.

Teve choro, intriga, e pelo jeito muito mais coisas do que se imagina. Mas o ponto alto deste acontecimento foi a “rendição” dos Estados Unidos à necessidade de contribuir para a redução da emissão de gases na atmosfera, apontado como o principal vilão do efeito estufa.

O mais interessante é que a rendição se deu depois das opiniões “relevantes” da África do Sul e de Papua-Nova Guiné. A montagem dos momentos cruciais que antecederam ao aceite feito pela representante norte-americana é de “encher os olhos”.

Vamos ver quanto tempo dura ou qual a consistência da participação norte-americana. Não só deles, mas da China e dos demais países ricos do norte.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Internacional

O difícil não é fácil

Hoje escrevo mais um capítulo da série “Apanhado Geral da Situação”. Como subtítulo, poderia ter algo parecido como “Um tiro no pé” ou coisa parecida. Tiro no pé porque fica muito difícil escrever sobre o Cotidiano Nacional quando se decide não tomar muito conhecimento do mundo a sua volta e nem mesmo se importar com o que está acontecendo.

Mesmo assim, vamos comentar os últimos acontecimentos que mais chamaram a atenção deste colunista:

– Chegou ao fim a CPMF, que nasceu com caráter de provisória e foi ficando, ficando, até que a incompetência do governo Lula pôs tudo a perder. É obvio que esse dinheiro nunca foi usado para o fim que foi criado, que era o investimento na saúde. Agora o governo tem que refazer as contas e “cortar” inúmeras emendas de deputados. Certamente arrumará mais alguns inimigos.

– Um detetive de alguma polícia (não sei se britânica ou portuguesa) disse recentemente que a inglesinha Madeleine (aquela que foi seqüestrada em Portugal, ou morta pelos pais) estaria viva e deveria ser encontrada antes do Natal. Uma informação muito interessante e que dá esperança aos pais de reencontrar a filha. As informações seguintes é que são assustadoras: ela estaria em poder de pedófilos, mas estaria bem (?) e que estaria em algum lugar entre Portugal, Espanha e o Norte da África. Fácil de encontrar, não?

– Com a renúncia do senador Renan Calheiros, fico preocupado com a situação emocional da sua “viúva”, o senador Wellington Salgado. Em postagem anterior disse que pesquisaria os projetos do “nobre” senador, mas questiono se ele merece tamanha atenção. Talvez o faça em respeito a você, caro leitor.

– Tivemos um final de semana muito triste recentemente. A morte do piloto Rafael Sperafico e a da menina Jesiquele Oliveira da Silva, de 5 anos, comoveram as pessoas. O piloto morreu num trágico acidente em Interlagos, numa corrida de Stock Car.  Já a pequena Jesiquele é a primeira vítima de um “terremoto” no Brasil. Ela foi vítima do tremor de terra que atingiu uma comunidade rural de Minas Gerais. Na verdade o que houve foi uma acomodação do terreno, e isso pode ser confirmado pelos inúmeros outros tremores que aconteceram em seguida. Agora não podemos mais dizer que o Brasil é bom por não ter terremoto, furação, etc.

– A nadadora Rebeca Gusmão perdeu as medalhas conquistadas no Pan-americano do Rio de Janeiro por apresentar altos níveis de testosterona, conforme resultado do anti-doping. Na verdade isso era mais do que evidente, pois “estava na cara” dela. O curioso é que ela já havia sido preventivamente suspensa em novembro e era de total desconhecimento deste colunista.

– Caso de polícia. É assim que considero o que aconteceu no último domingo, quando a televisão do charlatão Edir Macedo exibiu reportagem falando sobre quem são e onde estão os “fiéis” da igreja do bispo. Uma cassação na concessão já seria um bom começo, mas duvido que este governo tenha capacidade para fazer algo grande. Absurdo completo.

Apesar de inúmeros acontecimentos, são estes os destaques que mais chamaram a atenção do Cotidiano Nacional.

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional

A verdadeira liberdade de pensamento

Talvez os mais novos não façam a menor idéia, mas o mais velhos (nem tão velhos assim) sabem o que é expressar suas idéias com a chegada da internet. Aqueles que nasceram depois da internet não percebem, mas aqueles que viveram parte de suas vidas no regime militar saberão entender o que é ser livre de pensamento e idéias.

Isso pode ser facilmente demonstrado pela quantidade de blogs na internet, falando sobre os mais variados assuntos. É obvio que isso era simplesmente inimaginável nos anos de 1990, por exemplo. Aqueles que moravam em cidades do interior, mal tinham acesso aos jornais impressos.

Hoje, qualquer um pode criar um blog e publicar o que quiser escrever. Pessoas contam vidas, experiências, analisam o futebol, a política, a economia e todos os demais assuntos que você possa imaginar.

Para começar a semana, o Cotidiano Nacional selecionou 4 blogs na internet, que são de leitura diária deste que vos escreve:

Blog do Jorge: Jorge Monteiro é jornalista de São Paulo.  Com assuntos diversificados, Monteiro escreve com propriedade dos acontecimentos mais marcantes do momento. Seus últimos posts falam da crise no programa Pânico da Rede TV, o prêmio da mega-sena para o paulista de Guarulhos, a tristeza dos corintianos com o rebaixamento para a Série B do futebol brasileiro e a não escolha do filme “Tropa de Elite” para concorrer ao Oscar 2008. Muitos outros assuntos são destaques, numa leitura agradável e dinâmica.

Blog do Ton: Ton é um crítico ferrenho do governo Lula. Sua marca é destacar dois L’s do nome de Lula com a cor verde e amarela, numa clara “lembrança” do ex-presidente Fernando Collor de Melo. Ele não deixa barato os escorregões do desastroso governo do presidente Lula. Uma foto com pichações no Corinthians e o fracasso da educação brasileira são destaques em seu blog.

F5 em você: O blog da mineira Raquel Camargo, estudante de jornalismo, vem chamando a atenção pela forma simples e direta de tratar das mais diversas situações. Ela, que já havia escrito sobre a Webdependência – aqueles que acordam pensando em conectar na rede e chegam em casa caindo de cansaço e vão direto ao computador -, agora trata da questão do sensacionalismo praticado por alguns órgãos de imprensa. Vale a pena uma visita a seu blog, que tem, diferente de muitos, um visual agradável e não agressivo.

Idéia Sustentável: Renan Moisés, de Mirassol, interior paulista, arrisca seus “rabiscos” para falar da sustentabilidade. O assunto, mais do que na moda, merece mesmo um destaque e ele o faz com muita propriedade. Seu último post trata do não menos polêmico assunto de liberar ou não o consumo da maconha. Com informações interessantes e idéias um tanto quanto utópicas, segundo o próprio blogueiro, a leitura é descomplicada e faz-nos pensar na grande complexidade que é resolver mais um problema social mundial, que é o consumo de drogas.

É isso. Para nós esta é a maior demonstração de liberdade de expressão e pensamento. E você, o que está esperando para contar-nos sua opinião.

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional

A língua portuguesa e os órgãos oficiais

Recentemente, o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), publicou  um decreto “demitindo” o gerúndio (tempo verbal), proibindo seu uso pois, para Arruda,  o gerúndio está ligado à ineficiência no serviço público.

O grande problema, na verdade, não é o gerúndio, mas o gerundismo. Quem nunca ouviu, ou mesmo disse sem perceber: “vou estar verificando; vou estar indo (essa é triste); vou estar imprimindo; vou estar enviando, etc.

A ineficiência no serviço público tem outro nome, mas vamos deixar isso para outra oportunidade. Estou aqui para comentar sobre uma portaria assinada pelo ministro Guido Mantega (nunca na história deste país tivemos um ministro tão entojado).

A portaria nº 300, em seu artigo 1º, revigora a Portaria nº 160. O primeiro comentário de uma colega foi o fato da portaria 160 ter tomado biotônico Fontoura (aqui fazemos propaganda). Depois foi pensado sobre a possibilidade da “revigorada” ter sido uma forma de reforçar a portaria 160.

E é bem simples de entender: A portaria 160, que alterou caput da portaria 264/2006, foi revogada pela 236, que foi revogada pela 300, que deu a famosa revigorada na 160, voltando a valer a alteração do caput da 264/06. Entendeu?

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional

Salitre: mito ou sabedoria popular?

Ouvindo (involuntariamente) duas moças conversando sobre “almoçar fora”, elas falavam sobre o fato de engordar demais quando comem fora e colocaram a culpa no salitre. Não é a primeira vez que ouço pessoas comentando que a comida de restaurante tem salitre, que além de engordar causa a sensação de “estufamento” no estômago.

Salitre, também conhecido como Nitrato de Potássio (KNO3), é usado na fabricação da pólvora e em combustíveis sólidos de foguetes amadores. Só por essa descrição ficaria seriamente preocupado com o fato desta substância ser usada em alimentos.

Mas ele de fato é usado, principalmente pelas industrias de embutidos, buscando evitar a proliferação de uma bactéria causadora do botulismo, que é uma intoxicação alimentar grave. Em contra partida, o consumo em grandes quantidades pode causar câncer, anomalias em fetos e, em contato com a corrente sanguínea, podem transformar a hemoglobina em metaemoglobina, que é incapaz de transportar oxigênio.

Diante disso, deveríamos evitar certos tipos de comidas – os embutidos – que sempre foram considerados “veneno” e procurar as autoridades de saúde pública para saber se isso tudo não passa de um mito ou é de fato sabedoria popular.

Leia mais:

A intrigante saga do salitre

Leitor questiona Anvisa sobre a utilização de salitre na alimentação

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional, Especial Salitre

E o Corinthians, hein?

Recentemente escrevi um post falando sobre vários assuntos, dentre eles, meus palpites para os jogos da última rodada. Apostava numa vitória do Goiás (que se confirmou) e na derrota do Corinthians (esse não) para o Grêmio confirmando assim o rebaixamento do time paulista.

Mesmo apostando nisso, pensei que era mesmo difícil o Corinthians ser rebaixado diante dos prognósticos dos demais times, mas como o futebol é uma caixinha de supresas…

Eu torço pelo Flamengo e com raras oportunidades me regozijo com a desgraça de outros times, mas o que me deixou mais contente com a desgraça corintiana foi a cara dos jornalistas paulistas. Eles têm uma inveja do Flamengo e de nossa torcida, que ficam achando que a do Corinthians chega perto. É lamentável!

Só o que entrou de graça no Maracanã no jogo Flamengo 2 x 1 Corinthians foi muito maior do que a tal “invasão” corintiana.

Bem feito para pessoas como o Neto, por exemplo, que nem é jornalista, foi um jogador medíocre e um comentarista patético. Mas apesar disso tudo, tem seu emprego garantido para o ano que vem comentando os jogos da Segundona.

Eu, que gosto de ver jogo de várzea, vou poder assistir alguns jogos extras no ano que vem. Vou reforçar o estoque de pipoca. Não se preocupe, eu assisto qualquer tipo de jogo.

Deixe um comentário

Arquivado em Esportes

E chegou a TV Digital

Ontem assisti ao pronunciamento de dois ministros de Estado e do Presidente da República, anunciando a chegada da TV Digital.

Percebi então que devo pertencer a outro mundo, pois não vi nada demais nesse “evento”. A TV Digital chegou pra São Paulo e ainda assim apenas para aqueles com maior aporte financeiro. Os demais brasileiros continuarão assistindo, por muito tempo, fantasmas e chuviscos.

Mesmo achando que ao assistir uma novela, mesmo na TV Digital as pessoas vão continuar a assistir fantasmas, acho que deve haver alguma importância neste “salto tecnológico”.

Minha opinião é a mesma de outrora: para assistir as notícias de hoje e as novelas, a TV com chuvisco está de bom tamanho.

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano Nacional